AVALIAÇÃO DE BIOMARCADORES EM CARCINOMAS MAMÁRIOS MÚLTIPLOS IPSILATERAIS

Atualizado: Set 18

Navale P, Bleiweiss IJ, Jaffer S, Nayak A. Evaluation of biomarkers in multiple ipsilateral synchronous invasive breast carcinomas. Arch Pathol Lab Med. 2019; 143(2):190-6

Comentários:

Filomena M. Carvalho

RESUMO DO ARTIGO

A pesquisa de receptores de estrogênio e progesterona e do status do HER2 é obrigatória em todos os casos de carcinoma mamário no momento do diagnóstico para avaliação prognóstica e preditiva. Nos casos de tumores múltiplos na mesma mama a recomendação do College of American Pathologists (CAP) é a realização dos testes somente no tumor maior, reservando a aplicação nos tumores menores quando estes forem de tipo ou grau diferentes. Os autores deste estudo citam a crescente prevalência do achado de multifocalidade frente aos avanços dos métodos de imagem e a interferência da heterogeneidade dos tumores no sucesso terapêutico, propondo uma análise do comportamento dos biomarcadores em tumores múltiplos. O estudo foi retrospectivo com análise dos arquivos de Patologia do Mount Sinai Hospital em Nova Iorque, no período de janeiro de 2015 a março de 2016. Os autores levantaram 800 casos de carcinoma infiltrativo, dos quais, 118 (15%) eram multifocais, em pacientes com idade entre 33 e 88 anos (média 58 anos). Destes, 82 (69%) tinham 2 focos e os demais (31%), 3 ou mais focos. Foram registrados idade, tamanho do foco maior, tipo histológico, grau histológico, porcentagem de células positivas para RE e RP, além do status do HER2. Dos 118 casos, 42 (36%) apresentavam histologia diferente nos focos menores, seja de tipo histológico (21%), seja do grau (14%). O perfil imunoistoquímico foi repetido em 86 (73%) casos, incluindo 67/118 (57%) RE-positivos, 67/118 (57%) RP-negativos e 86/118 (73%) para HER2. Em 15/86 (17%) casos houve discordância no RE, RP ou HER2 nos testes feitos nos tumores menores. As discordâncias foram: 3 (20%) do RE, 5 (33%) do RP, 3(20%) do HER2, 2 (13%) de RE e RP, e 2(13%) de RE e HER2. Em somente 5 dos 15 casos a histologia era diferente. Os 10 casos adicionais tinham histologia similar, mas 7(70%) tiveram os testes positivos somente no tumor menor e teriam sido privadas da terapia alvo. Em 4/15 (27%) pacientes o tumor foi HER2 positivo somente no tumor menor. Com estes resultados os autores propõe que os biomarcadores sejam realizados não somente no maior tumor, mas também nos focos tumorais menores, independentemente da histologia. Para diminuir custos, eles propõe que os tumores menores sejam testados pelo menos para os biomarcadores que forem negativos no tumor index.


COMENTÁRIOS

DRA. FILOMENA M. CARVALHO


Embora este estudo seja pequeno, ele é oportuno para reflexão. Se discutimos hoje heterogeneidade intratumoral e intertumoral, seja esta temporal (recorrências) ou espacial (localizações distintas), então como não discutir possível heterogeneidade intertumoral sincrônica ipsilateral. O assunto é controverso e pouco explorado na literatura. As taxas de discordância variam entre 0 a 19%, segundo os autores deste trabalho, conforme podemos observar na sua tabela 3 que aqui reproduzimos. Da mesma maneira, varia a opinião dos diferentes autores, frente a estas discordâncias, quanto a testar ou não os focos menores. Seguramente a restrição para a realização de múltiplos testes no mesmo paciente tem justificativa econômica. Porém, ainda que a frequência de discordância seja pequena, seria lamentável deixar de oferecer hormonioterapia ou terapia anti-HER para qualquer mulher. Neste sentido, poderíamos aceitar a estratégia dos autores, ou seja, realizar nos tumores menores somente os biomarcadores que se mostrarem negativos no tumor index. Entretanto, devemos estar ciente que esta conduta leva a certo atraso na condução do caso, visto que seria necessário aguardar os resultados no primeiro tumor para decidir sua realização nos demais. Outra possibilidade seria construirmos um bloco de parafina para realização do exame imunoistoquímico com fragmentos de diferentes tumores, de modo que seria realizada uma só reação, mas com várias amostras. Assim, por exemplo, em um caso com dois tumores, podemos incluir um fragmento de forma quadrada para o nódulo maior e um triangular para o menor, ambos submetidos à mesma reação.

Tabela – Discordância nos biomarcadores relatados em diferentes estudos quando focos adicionais são testados junto com tumor index, e opinião dos autores quanto a testar tumores menores sincrônicos ipsilaterais


BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR RECOMENDADA


1. Middleton LP, Vlastos G, Mirza NQ, Eva S, Sahin AA. Multicentric mammary carcinoma: evidence of monoclonal proliferation. Cancer. 2002;94(7):1910-6.


2. Garimella V, Long ED, O'Kane SL, Drew PJ, Cawkwell L. Oestrogen and progesterone receptor status of individual foci in multifocal invasive ductal breast cancer. Acta Oncol. 2007;46(2):204-7.


3. Choi Y, Kim EJ, Seol H, Lee HE, Jang MJ, Kim SM, et al. The hormone receptor, human epidermal growth factor receptor 2, and molecular subtype status of individual tumor foci in multifocal/multicentric invasive ductal carcinoma of breast. Hum Pathol. 2012;43(1):48-55.


4. Bethune GC, Mullen JB, Chang MC. HER2 testing of multifocal invasive breast carcinoma: how many blocks are enough? Am J Clin Pathol. 2013;140(4):588-92.


5. Buggi F, Folli S, Curcio A, Casadei-Giunchi D, Rocca A, Pietri E, et al. Multicentric/multifocal breast cancer with a single histotype: is the biological characterization of all individual foci justified? Ann Oncol. 2012;23(8):2042-6.


6. Pekar G, Gere M, Tarjan M, Hellberg D, Tot T. Molecular phenotype of the foci in multifocal invasive breast carcinomas: intertumoral heterogeneity is related to shorter survival and may influence the choice of therapy. Cancer. 2014;120(1):26-34.


7. Boros M, Ilyes A, Nechifor Boila A, Moldovan C, Eniu A, Stolnicu S. Morphologic and molecular subtype status of individual tumor foci in multiple breast carcinoma. A study of 155 cases with analysis of 463 tumor foci. Hum Pathol. 2014;45(2):409-16.


8. East EG, Pang JC, Kidwell KM, Jorns JM. Utility of estrogen receptor, progesterone receptor, and HER-2/neu analysis of multiple foci in multifocal ipsilateral invasive breast carcinoma. Am J Clin Pathol. 2015;144(6):952-9.

122 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

PATROCÍNIO

APOIO

Libbs_com-slogan-01-BaixaRes-RGB-Positiv

COMPARTILHE